Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Just Saying

Blog pessoal

08
Ago17

Não sejas um não

O mundo parou no momento em que me contaste. Paralizo só de pensar, só de imaginar o amanhã, as consequências, os desafios. Tudo me ocorre, o futuro passa a correr na minha mente. Não durmo só de pensar e de imaginar o que vai ser. Nunca o dia de amanhã me assustou tanto.

 

Não quero e não acho que uma doença caracterize alguém, acho sim que o nome da doença assusta e aterroriza, fazendo-nos pensar somente no pior.

 

Não quero de todo que isso te defina. Quero que sejam transparentes as qualidades e os defeitos, que te tornam real, humana, e tão minha.

 

Não quero que o tempo te leve, não quero que te tornes memória. Peço-te, não te transformes em mais uma estrela, não quero, não aceito.

 

Não aceito que baixes os braços, não aceito que tu aceites a tua condição, não aceito que uma doença seja maior que o amor e que a força de viver.

 

Não quero que sejas um não, quero que sejas um Sim. Sim, eu consigo vencer isto. Sim, eu vou ficar mais uns tempos. Sim, eu sou mais do que uma doença.

 

 

31
Dez16

Obrigada 2016. Até já 2017!

Hoje, ao olhar para trás e ao ver todos os altos e baixos deste ano sinto-me estranha. É um misto de felicidade e medo.

2016 foi uma montanha russa de emoções. Chorei bastante mas sorri ainda mais. Pensei muitas vezes em baixar os braços mas algo sempre me deu força para continuar. Senti raiva e senti a injustiça que a vida é, mas todas as pessoas que me rodeiam conseguiram de alguma forma fazer-me ver que a vida tem mais para dar. Muitas me deram força e outras quiseram fazer-me acreditar que eu não sou capaz, o que só me deu mais vontade de ser alguém e de nunca desistir.

Por isso, quero de alguma forma que este texto seja para todas as pessoas que de alguma maneira contribuíram para o ano que mais me fez crescer e que mais me fez acreditar em mim.

 

É engraçado como só damos valor ás pequenas coisas que nos acontecem quando olhamos com calma para todo um percurso. Em todos os momentos temos a tendência em absorver tudo de mau, e em pensarmos que nada nos corre bem. Olhando para trás eu vejo claramente o quanto fui cega em não me aperceber que tudo aquilo que me rodeia é o que me torna uma das pessoas mais sortudas.

 

A sorte, ou como a queiram chamar, está em tudo. Está nas pessoas que vos ligam para vos tirarem de casa. Está nas pessoas que conversam. Está na amizade, na família, nos sonhos, nas oportunidades... Está nas coisas mais simples porém menos valorizadas. Os momentos menos felizes acontecem, mas não devem ser eles a comandar a vossa vida. Não devem ser eles a ditar o que vocês têm de ser. O amanhã está à vossa espera, cheio de conquistas e sonhos. Agarrem-no!

 

Obrigada a todos os que perdem um tempinho a ler as minhas palavras, não imaginam o quanto é bom escreve-las.

Obrigada a quem faz parte da minha vida e que directa ou indirectamente me fazem sentir cada vez mais amada e feliz.

Obrigada a quem não acreditou em mim, fizeram-me ser mais ambiciosa e persistente.

Obrigada a quem me desafiou, apercebi-me assim de que sou capaz de tudo, basta eu querer.

 

Um 2017 cheio de amor, felicidade e conquistas está aí à porta, deixem-se invadir por ele.

Acreditar é a maior força que existe e que move a nossa vida, por isso nunca percam a esperança de que algo melhor está por vir.

 

1280x427xhyatt-champagne-toast-pagespeed-ic-zhgwpa

 

 

 

25
Dez15

Carta á Vó #1

Sites-que-te-ajuda-a-melhorar-seu-Writing.jpg

 

Já se passaram 11 anos desde que partiste e no entanto parece que foi ontem...

 

Lembro-me exatamente do dia em que tive a notícia que nunca mais te iria ver. Estava em casa a dormir enquanto o pai tinha ido trabalhar, o telefone tocou, atendi e disseram que era do hospital e que precisavam de falar com um adulto. Não foi preciso me dizerem que tinhas morrido, eu percebi logo que algo não estava bem quando o pai chegou a casa. Nem uma palavra foi dita naquele momento, simplesmente desatei a correr para ele e chorei como nunca. Senti uma dor enorme no peito naquele dia, senti revolta, raiva, culpei Deus, culpei toda a gente, culpei-me a mim mesma, culpei o universo e o destino. Não queria aceitar, como era possível terem-te tirado de mim? 

 

Foi um dos piores dias da minha vida. Queria que tivesses ficado comigo para sempre, queria poder ter feito por ti tudo o que fizeste por mim, queria que estivesses ali para me abraçar sempre que eu chorasse, queria que fosses eterna! 

Tenho saudades de acordar ao teu lado, da tua comidinha que não há igual no mundo, de jogar ás cartas contigo (em que ganhavas sempre por seres uma graaaaaaaaande batoteira!), de me ralhares, tenho saudades do teu sorriso lindo e sincero, dos teus beijinhos na minha face, dos teus abraços apertados, de estares presente, tenho saudades tuas. 

Roubaram-te de mim.

 

Hoje és um anjo que está no céu e para o qual eu falo muitas vezes. Foste a minha melhor amiga e foste uma mãe, e nada, mas mesmo nada, me fará esquecer de ti. A tua alma é eterna. Penso em ti todos os dias, agradeço todos os dias por continuares a cuidar de mim daí de cima, estamos ligadas para sempre. 

E o tempo passa, esta saudade não diminui mas hoje já consigo aceitar que é o ciclo da vida, e que eu não poderia ser tão egoísta ao ponto de querer que estivesses aqui a sofrer, hoje vejo que foi melhor assim, que estás melhor assim, estás em paz.

Um obrigada não chega para agradecer tudo o que fizeste por nós, por me teres criado e teres me dado todo o amor do mundo, por teres sido incansável; e, um amo-te não é suficiente para te dizer o quanto gosto de ti, o quanto tenho saudades tuas e daria tudo para te ver mais uma vez, te abraçar mais uma vez, e te dar mil beijos, só mais uma vez.

 

A dor de já não estares aqui, de não te ver presente na mesa no Natal, de não ouvir a tua voz, de não te ver, de não te tocar, essa dor é como tu, eterna. 

 

Até um dia, Vó ❤

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D