Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Just Saying

Blog pessoal

Just Saying

Blog pessoal

28.Jun.17

PENSAMENTO #13 | Sophia de Mello Breyner

O mar dos meus olhos
 
"Há mulheres que trazem o mar nos olhos
Não pela cor
Mas pela vastidão da alma
E trazem a poesia nos dedos e nos sorrisos
Ficam para além do tempo
Como se a maré nunca as levasse
Da praia onde foram felizes

Há mulheres que trazem o mar nos olhos
pela grandeza da imensidão da alma
pelo infinito modo como abarcam as coisas e os homens...
Há mulheres que são maré em noites de tardes...
e calma"

Sophia de Mello Breyner Andersen
14.Jun.17

#12 PENSAMENTO | Vinicius de Moraes

SONETO DO AMIGO

 

"Los Angeles
Enfim, depois de tanto erro passado 
Tantas retaliações, tanto perigo 
Eis que ressurge noutro o velho amigo 
Nunca perdido, sempre reencontrado. 
 
É bom sentá-lo novamente ao lado 
Com olhos que contêm o olhar antigo 
Sempre comigo um pouco atribulado 
E como sempre singular comigo. 
 
Um bicho igual a mim, simples e humano 
Sabendo se mover e comover 
E a disfarçar com o meu próprio engano. 
 
O amigo: um ser que a vida não explica 
Que só se vai ao ver outro nascer 
E o espelho de minha alma multiplica..."
 
Vinicius de Moraes
 
 

Vinicius-de-Moraes.jpg

 

13.Jun.17

Laços

Prometo que vai ser breve. 
Prometo que vou contigo dar a volta ao mundo. 
Vou te levar para os lugares mais incríveis e cheios de vida.
Vou te dar o mundo, o céu e as estrelas.
Vou fazer tudo por ti.
Vou dar a minha vida se for preciso.
Vou a correr para ti sempre que caia uma lágrima do teu rosto.
Vou abraçar-te até me cansar.
Vamos ser as mais unidas, as mais fortes, as mais felizes.
Vamos rir, chorar, correr, cantar, gritar ao mundo e arredores para que saibam quem somos.
Vamos ser sempre irmãs, amigas, parceiras, companheiras de viagem e terapeutas.
Vamos estar lá, mesmo que não seja fácil, mesmo que pareça impossível.
Vamos estar sempre por perto, sempre no coração uma da outra, com a mesma intensidade e o mesmo amor  que surgiu no dia em que soube que ias nascer.
 

Sandra Charlet

 

12.Jun.17

Detalhes da Semana #2



Numa semana com muito trabalho mas a aproveitar todos os minutinhos livres para apreciar o que me rodeia! Aproveitei também para ir à exposição que decorreu até ontem na Praça da Liberdade, no Porto,  de celebração do Dia de Portugal! 
  




...


08.Jun.17

Vista do Douro

Enquanto escrevo a vida passa-me ao lado em câmera lenta, e eu como mera expectadora observo-a com atenção. Os pássaros a voar, as folhas das árvores que dançam ao sabor do vento, as crianças que brincam no parque como se não houvesse amanhã, as pessoas, sérias, a rir, de mãos dadas, a correr, a pensar... O eléctrico passa com mil e uma nacionalidades no seu interior: a humanidade, feliz e deslumbrada, seja com a mera fachada de uma casa ou simplesmente com a vista do Rio Douro. É engraçado como para nós estas pequenas coisas deixam de ser deslumbrantes. As pessoas não dão importância ao que as rodeiam todos os dias mas sim à novidade e ás descobertas que se faz num lugar novo. O resto é como se fosse um trapo que ninguém mais usa.  

 

 

07.Jun.17

MÚSICA #14 | Ornatos Violeta - Chaga

Lembro-me de ouvir esta música e a "Dia Mau" dos Ornatos Violeta na televisão na série Uma Aventura. Virei fã desde então! Músicas que são poesia!
 
Voltem Ornatos, estão perdoados!





"Foi como entrar
Foi como arder
Para ti nem foi viver
Foi mudar o mundo
Sem pensar em mim
Mas o tempo até passou
E és o que ele me ensinou
Uma chaga pra lembrar que há um fim"
06.Jun.17

A Whole New Me

I knew since the first day that you were trouble. I knew it, and I stayed anyway. Here's why: I stayed because I cared about you. It was not because I felt sorry for you, but because I liked you in a way that I just wanted to help. I wanted to help you feel like you could run the world and be the biggest. I wanted that so much that in such time I forgot about me, about what I am capable and what I could conquer. You forgot about me too, you forgot that I deserved so much more that you made me prisoner of your troubles. I knew that was not supposed to be easy, but I never tought that trying to help someone could made me prisoner of my insecurities, and sometimes, I have to tell you, they ate me alive. I don't blame you, maybe at that time I wasn't strong enough and I was too good to people that simply didn't deserved. 
But today I really feel like I'm bulletproof, like I can make the difference in the world. So, at the end, It was not me that stayed on the bad side of the story. It was not me who stood still in time.
 

gg

 

Pág. 1/2