Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Just Saying

Blog pessoal

Just Saying

Blog pessoal

29.Dez.15

Cinema #2 - Into the wild

Soube da existência deste filme espetacular através de uns amigos e fiquei presa ao ecrã quando o vi!

Primeiro, não só a sua história nos faz pensar na nossa sociedade e na nossa maneira de viver, como também podemos ver paisagens incríveis, contar com a banda sonora de qualidade de Eddie Vedder e aprender imenso.

A personagem principal, Christopher McCandless, é um jovem (que por sinal é lindíssimo!) recém-formado, que cansado do mundo de mentira em que vive, decide ir em busca da sua liberdade viajando pelos Estados Unidos. Ao longo do seu percurso conhece pessoas que passa a admirar e que ganham um papel importante na sua história, e ele também acaba por  mudar a vida delas sendo adorado e acarinhado pelas mesmas. Após dois anos de viagem ele decide seguir rumo ao Alasca.

Uma grande aventura que nos faz pensar nos nossos princípios e que acaba por nos dar uma lição de vida.

 

7-Independence-Day-quotes.jpg

 

 

 

27.Dez.15

Cinema #1 - V for Vendetta

Acho este filme simplesmente de génio, e é até hoje um dos meus preferidos!

Criado em 2005, este filme retrata a realidade do ano atual, em que a política tem o poder de coordenar a nossa vida, fazer-nos pensar que somos livres quando na verdade é tudo mentira. 

V é a personagem principal, e ele luta contra a opressão do governo inglês, tentando mudar o mundo e fazendo com que as pessoas se unam a ele nesta causa criando uma revolução. 

Na sua luta para trazer de volta a justiça e a liberdade á sociedade, V vive um romance com Evey, que logo se apercebe que maior do que o seu amor por ela é a sua sede de justiça e vingança.

 Aconselho-vos a verem o filme e a me darem a vossa opinião sobre o mesmo! 

Espero que gostem.☻

 

 

 

6211-v-for-vendetta-quote-1280x800-movie-wallpaper

 

 

 

 

 

 

25.Dez.15

Carta á Vó #1

Sites-que-te-ajuda-a-melhorar-seu-Writing.jpg

 

Já se passaram 11 anos desde que partiste e no entanto parece que foi ontem...

 

Lembro-me exatamente do dia em que tive a notícia que nunca mais te iria ver. Estava em casa a dormir enquanto o pai tinha ido trabalhar, o telefone tocou, atendi e disseram que era do hospital e que precisavam de falar com um adulto. Não foi preciso me dizerem que tinhas morrido, eu percebi logo que algo não estava bem quando o pai chegou a casa. Nem uma palavra foi dita naquele momento, simplesmente desatei a correr para ele e chorei como nunca. Senti uma dor enorme no peito naquele dia, senti revolta, raiva, culpei Deus, culpei toda a gente, culpei-me a mim mesma, culpei o universo e o destino. Não queria aceitar, como era possível terem-te tirado de mim? 

 

Foi um dos piores dias da minha vida. Queria que tivesses ficado comigo para sempre, queria poder ter feito por ti tudo o que fizeste por mim, queria que estivesses ali para me abraçar sempre que eu chorasse, queria que fosses eterna! 

Tenho saudades de acordar ao teu lado, da tua comidinha que não há igual no mundo, de jogar ás cartas contigo (em que ganhavas sempre por seres uma graaaaaaaaande batoteira!), de me ralhares, tenho saudades do teu sorriso lindo e sincero, dos teus beijinhos na minha face, dos teus abraços apertados, de estares presente, tenho saudades tuas. 

Roubaram-te de mim.

 

Hoje és um anjo que está no céu e para o qual eu falo muitas vezes. Foste a minha melhor amiga e foste uma mãe, e nada, mas mesmo nada, me fará esquecer de ti. A tua alma é eterna. Penso em ti todos os dias, agradeço todos os dias por continuares a cuidar de mim daí de cima, estamos ligadas para sempre. 

E o tempo passa, esta saudade não diminui mas hoje já consigo aceitar que é o ciclo da vida, e que eu não poderia ser tão egoísta ao ponto de querer que estivesses aqui a sofrer, hoje vejo que foi melhor assim, que estás melhor assim, estás em paz.

Um obrigada não chega para agradecer tudo o que fizeste por nós, por me teres criado e teres me dado todo o amor do mundo, por teres sido incansável; e, um amo-te não é suficiente para te dizer o quanto gosto de ti, o quanto tenho saudades tuas e daria tudo para te ver mais uma vez, te abraçar mais uma vez, e te dar mil beijos, só mais uma vez.

 

A dor de já não estares aqui, de não te ver presente na mesa no Natal, de não ouvir a tua voz, de não te ver, de não te tocar, essa dor é como tu, eterna. 

 

Até um dia, Vó ❤